Filosofia de Dr. House

Quem descobriu o seriado Dr. House, certamente ficou intrigado (a) com o protagonista e não conseguiu deixar de assistir mais! Ai vão algumas frases pitorescas desse médico que é uma raridade, Ah! Como seria bom se os médicos brasileiros seguissem essa linha, fossem menos tediosos…

I like you better now that you’re dying.” – “Eu gosto mais de você agora que está morrendo” – House

“I respect things that earn respect. This decision, on the other hand, is a dog wearing a cape.” – “Eu respeito coisas que merecem ser respeitadas. Essa decisão por outro lado, é como um cachorro usando uma capa.” – House

“I went crazy, not stupid.” – “Eu fiquei maluco, não estúpido.” – House

“Anyone can hate humanity after being shot. It takes a big man to hate them beforehand.” – “Qualquer um pode odiar a humanidade depois de levar um tiro. É necessário um grande homem para odiar antes disso.” – House

“Her lips say no, but her hormones say ‘Oh my God, yes, more.” – “Seus lábios dizem não, mas seus hormônios dizem ‘Oh meu Deus,sim, continua” – House

“Religion is not the opiate of the masses; religion is the placebo of the masses.” – “Religião não é o ópio da massa, é o placebo dela.” – House

“Being miserable doesn’t make you better than anybody else. It just makes you miserable.”
“Ser infeliz não o torna melhor do que ninguém. Apenas o faz infeliz.”

Para um dia frio…

Um som delicioso…

Quem não se lembra??

“Ontem à noite, eu conheci uma guria
Já era tarde, era quase dia
Era o princípio num precipício
Era o meu corpo que caía

Ontem à noite, a noite tava fria
Tudo queimava, nada aquecia
Ela apareceu, parecia tão sozinha
Parecia que era minha aquela solidão”

Alguns dos GRANDEEES dramas femininos…

Sexo, cabeça e coração…

By Danuza Leão

E quando o amor parece que acabou? Não o dele, mas o seu? Bem, primeiro é preciso ter certeza, o que nessas coisas de amor é bem difícil. Quantas vezes você, mesmo amando apaixonadamente um homem, não acha ele chato e torce para que surja uma viagem de trabalho bem longa para se livrar dele pelo menos por uns tempos? E quantas vezes ele chega perto de você na cama, cheio de amor para dar, e você não quer; por nada, mas não quer? Isso é o fim do amor? Não, claro que não.

A culpa pode ser mesmo dele, que está, de vez em quando, particularmente desinteressante (tanto como nós, de vez em quando), querendo você exatamente na hora em que você quer tudo, menos ele. E a culpa pode também ser sua, que passou a tarde vendo CASABLANCA, se apaixonou pela história de amor e sobretudo pelo galã do fi lme. Quem não queria ser Ingrid Bergman e viver aquele romance com Humphrey Bogart? Só que você não é ela e seu par não é ele, e esses rompantes românticos acontecem, sobretudo num coração mais imaturo, mas é preciso – e não é fácil – separá-los da realidade. A realidade é a única coisa que realmente existe.

Pense; lembre do tempo em que esperar que ele chegasse quase doía, de angústia e medo. E se ele não chegasse? Se nunca mais aparecesse? Se tivesse sido atropelado, perdesse a memória e se esquecesse de que você existia? Esse tempo era bom, não era? E você acha que um amor tão grande acaba assim só porque você leu um livro ou viu um filme de amor?

Algumas mulheres, as mais sábias, sabem que esses momentos fazem parte da vida. Outras, ao primeiro sinal de monotonia, mesmo que nada tenha acontecido, pensam em jogar tudo para o alto e sair à procura da grande aventura sem imaginar que as grandes aventuras costumam durar pouco e geralmente terminam com um final infeliz. Geralmente para nós, mulheres

Madonna forever!

Pelos bares da vida com Bárbara

Enquanto os EUA comemora a morte do Bin Laden, rolou o maior festerê no Metropolitan Museun em Nova York, noite em que as famosas queriam causar! Por ironia do destino quem escolheu melhor o modelito da noite (!) Bléee, a Madonna, ela! Que segundo a critica norte americana, recebeu o título durante anos, de mal vestida e de possuir um mal gosto assombroso se tratando de estilo e roupas. Já as famosas:

Beyoncé (pretinho, cortina da vó, peitos saltando pra fora)
Gwyneth Paltrow ( pentecostal chique)
Miranda Kerr (bailarina)
Rihanna ( mix periguete e pentecostal cafona,peruca sem noção)

tentaram ser as mais estilosas e bem vestidas, mas cá pra nós, só tentaram.


Mesmice jornalisticas (parte 2)

By Tuane Ribeiro

Tenho certeza que também te irrita e você não aguenta mais:

Pororoca no rio Amazonas, com surfistas de todas as partes dando depoimentos sobre suas ondas anormais;
Casamento do príncipe William e Kate. (Será que existe alguém realmente interessado nisso?)Já virou clichê…
Pesquisas recentes do IBGE informando que a população está envelhecendo e que existem mais mulheres de que homens;
Comentários em forma de conversa, entre os âncoras do telejornal. Engessados, sem graça e totalmente artificiais.

Visitas ao blog

  • 116,061