Êeeeeeeeeeeeeeeeeh!

Não entrem em Pânico! Vamos compensar essa visão do inferno logo abaixo, do vôvôzinho sem noção! (post susto) Com ele: Caio Castro o ator gatinho, que não fica falando besteiras no atacado por ai! Ele deu o ar de sua graça sexy a revista TPM, no ensaio sensual, especialmente para as meninas…

Pelo jeito depois de João Kaillara neto- jet ski (vejam no post de 21/02) a segunda virou o dia de ver gente que inspira nessa vida. Graças a Deus!

Anúncios

Susto!

“Quando seu filho perguntar por que ele tem que estudar, trabalhar e ganhar dinheiro… Mostre essa foto a ele”…

Barbara # hoje extremamente lúcida

Ok Leitor querido, postado o que você pediu!

PS: DEUSNOSLIVREGUARDE, prefiro ser publicitária e ganhar pouco. Cruz credo! Fiáaa que tá com o vôzinho, melhora essa cara! Disfarça pelo menos.

Não faça sexo e viva mais!

Está no site da Globo: “Mulher de 103 anos dá dica de longevidade – vida sem sexo, álcool e drogas”. Ela só esqueceu de acrescentar Rock and Roll!

Em partes concordo com a vovozinha, já sabemos os malefícios que as drogas (já se inclui aí o álcool, que também é uma) causam ao organismo, mas quanto ao sexo, desde que não seja promíscuo e sem proteção, é positivo para a saúde.

A menos que vejamos o sexo, nesse caso, por outra óptica. Sem sexo, sem marido! Sem sexo, sem filhos! Sem marido e filhos, sem stress….logo, vive-se mais! E para quem pensa que a velhinha vivia na solidão, engana-se. Ela diz que ao lado da irmã passou a vida viajando pelo mundo. Nada mal! Parece que sua única preocupação era o organizar os roteiros das viagens. Imagine que barato você jogar um dado em cima de um continente do mapa mundi e fazer as malas. Com uma vidinha “mais ou menos” dessa, ela tem a obrigação de passar dos 100 anos.

Mas deixando a brincadeira e a ironia de lado, sabemos que a realidade é complexa. A única certeza que temos é que quem cultiva hábitos saudáveis, vive mais, O problema é que grande parte da população concorda em viver menos para ter o direito de tomar umas biritas, de comer batata frita (rimou!), de mandar a academia para o espaço, de saborear a gordura da picanha e no caso das mulheres, de mergulhar em uma caixa de chocolate. Sem mencionar os itens que não podemos evitar, como o trânsito, por exemplo…e só aí estamos falando de uns 5 anos a menos, provavelmente…e blá blá blá blá.

É claro que nesse assunto envolve-se também toda a questão econômica dos países. Quem nasce no Haiti tem grande chance de viver pouco, quem nasce na Suécia tem tanta qualidade de vida que pode nunca vir a morrer e quem nasce em São Bernardo do Campo, não estuda e curte uma caninha, pode virar presidente da república! (calma galera, antes de jogarem pedra lembrem-se que é só uma brincadeirinha).

Tenham um ótimo dia e uma vida longa!

Isa Decarle

Hoje…

Gabriela

Tenho três coisas a compartilhar importante! A primeira impactou, economizou algumas sessões terapêuticas, aulas de filosofia, papos acalorados de boteco na minha vida. Estava à espera da minha dentista em seu consultório, folheando uma revista quando li:

Quem gosta de segurança são os medíocres, jamais vi em minha vida, pessoas de sucesso que não são inseguras”.

Pensei: Putz!!!

(Gilberto Braga – autor de novela)

A segunda é um texto que assino embaixo e quis dar muitos abraços na Isa Decarle (jornalista) por ter escrito isso:

Óh, mundo cruel…

“Hoje é sexta-feira e como já acontece há muito tempo, sinto-me solitária quando confiro as programações noturnas da região. Eu não gosto de música eletrônica, eu não gosto de sertanejo, logo, ao contrário do que pronunciou o filósofo francês Descartes, sinto que ” eu não existo”, mesmo pensando e duvidando. (é claro que eu não lembrei o nome do cara, olhei no google, aliás, o inventor do google deveria ganhar o Nobel).

Não há lugar para mim como já houve um dia. Não tenho nada contra as pessoas que gostam desses gêneros musicais, eu só não entendo como esses ritmos podem ter dominado 100% as paradas , principalmente esse sertanejo universitário. E tenho um detalhe importante a lhes dizer: Eu até gosto daquele sertanejo de raíz, sou a mais empolgada quando entram nas festas a “Boate Azul”, “Dama de Vermelho” e “Foto 3×4”.

Já fui ver Zezé de Camargo e Luciano, gostaria de ter visto Xitãozinho e Xororó e já curti Gian e Giovani. É claro, tudo isso em determinados momentos e sem ser a minha primeira preferência. Mas em todos esses casos, estamos falando de outro tipo de sertanejo…um sertanejo…. sertanejo… …. … …. de qualidade, digamos assim (na falta de uma palavra mais apropriada ao que penso)….e que como todos os outros gêneros musicias, perderam espaço para o sertanejo universitário, que é pior que erva daninha.

E não há para onde correr! Todos os Joãos e Josés estão virando uma dupla de sertanejo universitário. Eu chego a me sentir culpada por não achar o Luan Santana o máximo, todo mundo adora o cara!!! E o garoto já conseguiu até se enfiar no carnaval da Bahia!!! Meu Deus, só pode ter algo de errado comigo…preciso fazer algumas ressonâncias magnéticas!

Se não me engano, o Warung de Itajaí é uma das casas de música eletrônica mais famosas do país, certo? Reforço que não gosto desse som, mas no ritmo que a coisa vai, não ficaria surpresa se o sertanejo pintasse por lá também. Quero deixar claro que nesse dia, fixarei residência em um outro planeta….e aceito sugestões.

Eu não sou uma pessoa do mal, eu só queria que tivesse restado um pouquinho de pop e rock”….

**********10 estrelas pra vc Isa! Depois dessa fecha a conta e passa a régua! (Eu também já fui a show que me fez chorar do sertanejo como: Sérgio Reis, Renato Teixeira, Almir Sater e outros).

Finalmente a terceira coisa a dizer, quando eu estava voltando de uma reportagem na BR-101 (fui obrigada acordar as 05:00 da manhã!) Meio sonolenta perdida em meus pensamentos, começou a rolar no rádio: Hotel Califórnia, banda: The Eagles, uma musica criada na década de 60, que atravessou o tempo, com acordes e ritmo incomparável! Isso me remete as palavras de Isa, o rock e o pop levam mais tempo para cair no esquecimento ou se deteriorar, é fato, no geral transformam-se em músicas eternas… Por isso não dá pra respeitar músicas que são criadas apenas para agradar uma modinha do momento.

O problema não é ser música sertaneja, existem músicas desse estilo eternas também, o negocio é que daqui a poucos verões, ninguém se lembrará dessas duplas e letrinhas chochas fabricadas, para faturar em cima dos tacanhas que as consomem. Se alguma fã do Luan Santana acompanha esse blog, não fique magoada, mas ele não vinga, logo virão outros, daqui a 50 anos a música dele não surtirá efeito algum.

Eu já ouvi Hotel Califórnia na rua, em radinho de pedreiro, ao passar próxima a construções, em festas malucas, em festas familiares, cantores de ocasião, de boteco…. Ninguém sabe ao certo o que quer dizer essa música, o que importa é que não dá pra resisti-la! Quem nunca imaginou bobagens em um hotel qualquer do planeta, ao som dessa música? Se por acaso alguém jamais ouviu esse som, acho quase impossível isso, apreciem sem moderação, fechem os olhos e imaginem…

Estrangeiros…


(Não recomendado para menores de 18 anos)

Um bom marketing…

Bárbara
#doce veneno.

ai-ai-ai! “Probreeema”, fila de homem se formará na porta do Hospital das Panelas…

“Entre aspas”

“De onde veio essa invenção? (magreza) acho que os costureiros fizeram uma reunião secreta para decretar como devem ser as mulheres só para infernizar nossa vida. Pessoalmente, não conheço nenhum homem que deseje levar Kate Moss para a cama; em compensação, pergunte a qualquer um o que acha da Jennifer Lopez”.

Danuza Leão

A Febre do esmalte

Gabriela

Esmaltes estão em alta. Há algum tempo, muitas mulheres se dizem apaixonadas, por isso acompanham frenéticamente as tendências no quesito unhas pintadas, criam blogs, vão a programas de tv, exibem seus milhares de esmaltes multi-coloridos, como uma coleção… Para as algumas é legal tê-los em dezenas, centenas, ainda que não use todos. Mulheres famosas se sentiram estimuladas e investiram pesado na indústria, o negócio vai de vento em polpa.

Eu tenho a prática de pintar as unhas desde que me entendo por mulher, me lembro que na década de 90, houve um tempo que usar esmalte preto era ser original! Tinhas loucas (fui uma, admito) que pegavam a caneta bic, retirava a tinta, misturava em algum esmalte e passava nas unhas, causando alergias e inflamações horrorosas. Minha mãe se escandalizava com o preto, achava muito estranho! Depois me encantei com os vermelhos, com os tons terra, o francesinha, laranja suave. O azul ainda não usei, virou moda e fico enjoada com modas febris.

O ato de pintar as unhas é muito significativo para uma mulher. Desde pequenas gostamos de cores, começando com a faber castel, aquela caixinha de lápis de cor do primário, não sei quanto a você, mas eu tinha paixão por esse tipo de lápis, é questão de tempo para aderirmos aos esmaltes. Quando vamos a manicure e rola um sintonia, ficamos viciadas, além de ter uma sensação boa de cuidado com o corpo, rola os papos engraçados, a troca de informações e elas tem sempre os tops de linha em sua caixinha mágica.

A alguns anos aprendi a fazer as unhas sozinha das mãos, dos pés, arranquei muito bife! Até dominar a técnica. Tive também fases que só lixava as unhas, por sorte o formato delas são bonitos, sem esmalte elas chamavam atenção, eram notadas, deixava elas crescerem e o formato era o charme. Ainda assim, nunca duvidei do poder de um esmalte. Existe até um medicamento, que se chama pantogar, para aquelas que não tem o empurrão dos genes, alguns meses tomando, as unhas ficam incríveis.

Tem homens que adoram ver, notam e até fazem um diagnóstico da mulher baseado em suas unhas, se elas não são cuidadas, imaginam que essa mulher pode ser desleixada. Outros dizem que nem percebem, há aqueles que não gostam de esmaltes, ou de cores fortes, preferem os claros. Na real, a opinião do homem nesse caso é tão irrelevante quanto a nossa relacionada ao futebol, quando mal entendemos do assunto e queremos dar pitacos. Eles gostam de futebol e ponto.

Nós gostamos de pintar as unhas por vários motivos: tentar ser original, se destacar, para outras mulheres, para ressaltar uma parte do corpo que julgamos ser bonita, por ai vai… A grande verdade é que a beleza é cartão de visita para toda e qualquer situação. Dos indios na amazônia a mulher mais civilizada do planeta, pintar o corpo, simboliza cuidado com a aparência, exuberância, poder..

Não costumo comprar dezenas de esmaltes pra ficar olhando, não faço parte dessa tribo moderna que coleciona e venera. Tenho meu kit e me viro no meu apartamento. Também não vejo essa “Fever” por esmaltes como uma novidade, um achado, uma conquista! Isso sempre existiu, algumas mulheres são capazes de deixar de comer mas jamais de pintar as unhas, todas nós conhecemos alguém assim. Existem muito blogs conceituados que falam sobre o assunto. Para quem é louca por esmaltes e querem saber tudo que rola nesse universo poderá conferir no: http://loucasporesmalte.virgula.uol.com.br/ elas levam a sério essa paixão.

Enfim Sexta…

Xôoo trabalho, depois do escritório, empresa, loja… Declaramos: Que venha o final de semana, com tudo que uma mulher tem direito!!! Acompanhe a idéia no slide abaixo

Este slideshow necessita de JavaScript.

Eles querem um lar…


Gabriela
Essa é boa!

De acordo com uma pesquisa americana para o site Macth.com, ao contrario do que sempre ouvimos, de que mulheres só pensam em casamento e querem ter filhos logo, quem quer casar e ter filhos antes das mulheres são os HOMENS (!) O levantamento foi feito com 5,199 pessoas do sexo feminino e masculino, buembaaa! A pesquisa revelou que 51% dos rapazes entre 21 e 34 querem ter filhos, formar uma família, por outro lado apenas 46% das moças da mesma idade querem . No grupo entre trintões e quarentões o resultado foi de 27% dos homens querendo formar família enquanto somente 16% das mulheres balzaquianas e quarentinhas querem.

A chefe de pesquisa Helen Fisher acredita que por causa do ingresso das mulheres no mercado de trabalho o homem não se preocupa tanto com o fator sustentar a prole, eles sabem que as contas serão divididas por isso querem ter filhos formar familia, até mais que as mulheres, acusadas de serem obcecadas por casamento. Eles batem no peito, querendo sustentar que só casam por pressão, mas no fundo querem um lar, uma mulher cama, mesa e banho. Ou seja, viver em familia.

Aquela desculpa para enrolar uma moça séculos dizendo: não ter verba para casar, não cola mais! Esta mais que provado que a mulher trabalha e tem seu dinheiro. Se enrola pra casar é melhor partir para outra, há forte indicio que você não é a mulher que ele procura para formar um lar. Sei, é muito mais fácil generalizar, usar a frase máster: “homem não presta”! Você leva tocos por ai porque é boba mesmo, quer homem que não é para você. Só porque ele abana o rabinho, se faz de garanhão pro teu lado não significa que ele te quer de verdade! Ele pode fazer isso pelo simples prazer da sedução, de ter milhões de amigos virtuais, coleção de garotas em suas redes, pra contar para os amigos vantagens ou porque simplesmente é um cretino querendo se sentir em cima de você.

Goste de quem gosta de você, ai o negócio vai… Se não consegue se esforce, dê um banzai (desejar vida longa, que vivam dez mil anos!) nos cretinos que te usam e abusam, evolua… As vezes precisamos fica iradas (o) para mudar de vida (sem ódio no coração) Dê um basta em você mesma! Pare de culpar o gênero masculino por todas as mazelas do mundo, pelos seus traumas, você quem causa, o outro apronta e você fomenta, alimenta, cultiva, faz uma verdadeira agricultura de malefícios, depois quer um potinho de ouro e um arco íris no final?! Senta lá e espera…

Entradas Mais Antigas Anteriores

Visitas ao blog

  • 116,359